VEREADOR SOUSA FILHO (PSD) FOI QUEM DENUNCIOU A IRREGULARIDADE NA SAÚDE AO MINISTÉRIO PÚBLICO

O vereador Sousa Filho (PSD) moveu uma ação popular no mês de novembro pedindo uma liminar ao Ministério Público para derrubar a exigência do prefeito Adib Elias da apresentação do título de eleitor para atendimento na rede municipal de saúde.
Na ocasião Sousa frisou que a “insegurança tomou conta da população de nosso município após essa exigência e por outras que ainda estão por vir tendo em vista que esse mesmo gestor em entrevista à uma emissora de sua propriedade denominada NOVA RADIO LIBERDADE declarou que além de exigir a apresentação do titulo de eleitor na farmácia municipal passara a exigir a apresentação do documento também das pacientes nos atendimentos no hospital materno infantil de nossa cidade”.

Depois disso o promotor de Justiça Cláudio Braga Lima denunciou o caso. O MP deixou claro que o Fernando e Adib não devem mais impor aos usuários da saúde que o título de eleitor seja critério de acesso a ações e serviços, tanto para o fornecimento de medicamentos do componente básico da assistência farmacêutico, quanto para atendimento na rede. Esse atendimento inclui a atenção básica, a pré-hospitalar, inclusive urgência e emergência ou a hospitalar, com internações e cirurgias, sob pena de multa de R$ 10 mil por exigência indevida, a ser aplicada sobre o município e ao titular da pasta.