O PREFEITO E O LADRÃO DE GADO

O PREFEITO E O LADRÃO DE GADO
MUNDO VELHO está perdido, já não endireita mais, mesmo!
A letra cantada por Tião Carreiro e Pardinho descreve o tamanho da indignação de quem conhece este caso que vamos relatar. Pois é isto mesmo senhores! trata-se de um absurdo. Faço minhas as palavras do vereador Paulinho do Vale (DEM): “Adib, diga-me com quem andas que direi quem tu és”.
O prefeito Adib Elias (MDB) não esconde seu afeto por Wellington Alves Coelho, famoso em Catalão. Ao puxar a capivara do meliante em questão você vai encontrar estelionato, muito estelionato, mais de 72 processos; e ainda entenderá como funcionava o esquema montado por este velhaco para roubar gado, uma jogada capaz de deixar Billy the Kid de queixo caído.
A denúncia do envolvimento de Wellington com a prefeitura de Catalão, a ponto “dele estar morando lá dentro”, partiu do vereador Paulinho que se mostrou estupefato com os privilégios adquiridos por um cidadão que nada tem a oferecer para a população.
Algumas perguntas, neste caso e nos demais envolvendo a administração atual, esperam respostas esclarecedoras. Até que ponto um sujeito de péssimos hábitos tem influenciado os servidores da prefeitura? Pense: se ele está morando lá dentro, como grifou o vereador, isto quer dizer que Wellington tornou-se uma figura popular na gestão de Adib. Engraçado que na última semana estourou a notícia do rombo das cestas básicas na secretaria de Ação Social. Um servidor roubava e revendia as cestas. Curioso, não? Aliás, estou esperando para ver no que vai dar a CPI.
Curioso mesmo é o verdadeiro assalto contra a população: aumento na tarifa de iluminação pública, aumento na tarifa de água, criação da taxa do lixo e aumento de imposto da construção civil. Isto sem falar da ação violenta do prefeito contra as mineradoras, cena de faroeste.
Faroeste não, a república do caos. Vejam: Adib quer fechar a UPA, quer estabelecer o título de eleitor como ferramenta de atendimento na farmácia municipal, tentou fechar o PS da Santa Casa, não fez nada para segurar a Pioneer em Catalão e por aí afora.
Enquanto isso o nosso ilustre Wellington Alves Coelho pinta e borda. Sem reconhecimento do sindicato dos jornalistas e dos radialistas tal senhor montou um site para atacar os adversários políticos de Adib e falar bem da prefeitura e tem faturado uma grana de deixar os jornalistas de Catalão com os cabelos de pé. Com a lei da transparência é fácil desmascarar o “aparelho”, é só ir a prefeitura e também na câmara com o CNPJ 12.309.124/0001-32 e solicitar o valor que esta pessoa jurídica está faturando para brincar de jornalismo nas redes sociais. Ah, isto poderia ser feito pela internet, mas o portal da prefeitura ou é uma vergonha em matéria de transparência ou finge ser transparente, apenas para inglês ver. Quem sabe o Ministério Público se interesse pelo caso em questão: um réu, por roubo de gado e estelionato, jornalista de mentirinha, faturando alto com Adib Elias e Deusmar Barbosa (DEM) para atacar os adversários políticos de ambos. Piada.
Os jornalistas de Catalão devem reagir. É inadmissível para a classe ser manchada com a presença de um farsante e condenado pela justiça, que tira a oportunidade de quem realmente é jornalista.
Ah, a vaca já foi para o brejo! cantaria Tião Carreiro. — Pro brejo nada! ela sumiu? Xiiiii, alguém viu o Wellington Alves Coelho por aí?

Cristiano Silva
Escritor do livro Operação Ouro Negro