IRIS NÃO É MAIS CABO ELEITORAL EM GOIÂNIA. A ELEIÇÃO ESTÁ ABERTA NA CAPITAL”, DIZ JAYME RINCON NA RÁDIO SAGRES 730

Coordenador da campanha da base aliada em Goiânia, o presidente da Agetop, Jayme Rincon (PSDB) disse, em entrevista a Rádio sagres 730, que os aliados estão animados com as perspectivas positivas da campanha do governador José Eliton (PSDB) na capital. Identificada nos últimos pleitos como um reduto da oposição, Goiânia está com a eleição mais aberta este ano, por dois motivos: os adversários perderam um importante trunfo e a base tem muito a mostrar em obras e serviços.
Os problemas da gestão do prefeito Iris Rezende (MDB), até então uma liderança forte na capital, retiraram consideravelmente do velho cacique o antes poder absoluto de transferir votos. Assim, Iris não agregaria força e até prejudica o pré-candidato Daniel Vilela (MDB), abrindo a possibilidade de vitória de José Eliton na colégio eleitoral mais importante do estado.
“Iris já foi um fortíssimo cabo eleitoral em Goiânia. Essa situação hoje não existe mais. Não o vejo mais como o grande cabo eleitoral”, avalia Rincon. “O prefeito está desgastado, em função da administração que vem fazendo e dos equívocos que cometeu ao longo do tempo”, afirmou, ressaltando não acreditar que Daniel receberá votos significativos de Iris.
Para Rincon, Iris também não demonstra “entusiasmo nenhum” com a candidatura de Daniel. “Nós todos sabemos que o candidato da preferência de Iris era o Ronaldo Caiado (DEM)”, apontou, acrescentando que o apoio do prefeito ao deputado será “pro forma”, sem entrar “de sola” na campanha, ou seja, para valer. “Não existe nenhum candidato que se sobreponha aos outros”, avaliou. Assinalando o poder de mobilização da base aliada, Rincon diz que a candidatura de Eliton é forte e prevê: “Goiânia está totalmente aberta. Não tenho dúvida de que temos chances reais de vencer em Goiânia”, disse.
“Essa campanha será mais uma oportunidade para que a gente possa mostrar o que o Tempo Novo fez pela capital. Nenhum outro governo fez pela cidade o que foi feito neste período”, disse Rincon, afirmando que o trabalho feito por Marconi Perillo (PSDB) e José Eliton (PSDB) “avaliza” a base a pedir votos em Goiânia. Reconhecendo a importância da capital, no programa de governo a ser divulgado por Eliton nos próximos contam expostas, com detalhes, as ações especialmente planejadas para a capital.
“Principalmente, vamos dizer para a sociedade o que podemos fazer por Goiânia, que vive um dos piores momentos da sua história, com problemas em todas as áreas. Ela precisa efetivamente de um governador que esteja comprometido com a capital, para dar suporte a prefeitura e aos cidadãos”, assinalou, sobre as falhas das últimas administrações “equivocadas” na cidade. O coordenador lembrou que, com as ações já desenvolvidas em Goiânia pelo governo nos últimos anos, já na última eleição a base conseguiu diminuir a diferença de votos do candidato da oposição.